2 julho, 2022

Dicas para não comprar um ‘carro de enchente

Dentre as razões de danos nos automóveis estão as enchentes. Os inconvenientes que ela traz aos veículos podem ser tão sérios que elas estão incluídas nas proteções de seguro. No entanto, como saber se você está adquirindo um carro de enchente? Entenda como não comprá-lo.

Olhando os bancos estofados
Com a enchente, a parte interna do automóvel fica marcada, especialmente os bancos estofados. Por isso, um jeito de identificar o histórico de enchentes é reparar se eles estão manchados ou então se possuem desbotados, já que esses são sinais.

Cheirando a mofo?
A umidade, além de marcar os bancos estofados, cria mofo e ele tem cheiro. Assim, atentar para esse odor é importante para identificar se a enchente ocorreu. Vale dizer que esse cheiro de mofo não precisa aparecer logo que o veículo é aberto, inclusive porque o vendedor pode usar desodorizador. É importante cheirar os bancos, as paredes e até o painel para ver se, de perto, há resquícios desse cheiro de umidade.

Lanterna ou luz interior embaçadas?
A enchente, assim como toda água, deixa vídeos embaçados e isso inclui as lanternas do automóvel e a luz interior. Assim, esses são mais dois lugares que o interessado precisa olhar: havendo embaçamento ou então gotas de água, é bastante provável que seja um carro de inundação.

O painel funciona?
Quando ligado o automóvel, o painel mostra algumas luzes que correspondem às suas funcionalidades. Se elas não acenderem ou então mostrarem aviso fraco, é um alerta.

Há partes enferrujadas?
Os automóveis possuem muitos locais que podem ser enferrujados. Vale examinar os pedais e também o teto. Importante: essa procura por itens enferrujados também deve acontecer na parte de fora.

O motor também sinaliza a enchente
Uma das consequências da enchente para os automóveis é o dano no motor. Nessa fiscalização, o interessado precisa atentar para a umidade nessa parte e também para o óleo: se a vareta usada para ver o nível dele, ao ser movimentada no compartimento, mostrar umidade, é certa a enchente.

Os fios velhos podem significar fios molhados
Examinar os fios do automóvel também mostra a enchente. Para isso, é necessário somente fazer uma dobra neles: se eles quebrarem ou estiverem ressecados, é um sinal. O fio bom precisa ser aquele que o interessado dobra, mas ele mantém-se inteiro e também com resistência.

O valor está baixo demais
Como os veículos inundados ocasionam muitos problemas, além de custos, os vendedores costumam colocar um valor muito baixo e isso, na verdade, não será uma vantagem para quem comprar. Assim, perguntar a razão do preço e fazer esse exame é essencial.

Não confia na sua própria inspeção?
Por mais que o interessado procure com cuidado os sinais de enchentes no automóvel, ele pode ficar inseguro por não ser especialista. Dessa forma, conversar e contratar um mecânico para ir olhar o carro é um jeito a mais de se prevenir e não deixar um carro de enchente ir para casa.

Quer saber mais sobre o histórico do veículo ? Conheça nossas soluções: www.correctdata.com.br

Voltar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.