3 julho, 2022

Preços dos carros novos subiu 1,4% em janeiro, diz estudo

Levantamento da KBB Brasil indica também aumento nos valores de seminovos

Os preços dos carros novos tiveram alta de 1,4% no primeiro mês de 2022. É o que indica um levantamento realizado pela KBB Brasil, empresa especializada em pesquisa de preço de veículos novos e usados.

De acordo com o estudo Monitor de Variação de Preços de 2022, a variação média dos preços foi puxada para baixo por conta da grande quantidade de modelos de estoque ano/modelo 2021. A informação contrapõe os dados da Anfavea, associação que representa os fabricantes de veículos, de que o volume de estoques segue justo no país como consequência da falta de semicondutores.

Analisando apenas as unidades 2022, a média de variação é de pouco mais de 2%.

Variação de preço de carros 0 km em janeiro de 2022 
Ano modelo Dezembro (2021) Janeiro Média mensal (2021) 
Média 0,74% 1,39% 1,33% 
2022 1,52% 2,03% 1,67% 
2021 0,05% 0,01% 1,09% 

Com essa média, a variação dos automóveis novos conseguiu se manter acima da média mensal observada ao longo de 2021, que subiu a 1,33% ao mês, enquanto em 2020, os carros novos tiveram acréscimo médio de 0,48% ao mês. 

Valor dos seminovos também cresceu

No caso dos veículos seminovos e usados, o estudo indica um leve arrefecimento na inflação destas categorias em comparação com dezembro do ano passado, embora a tendência de alta tenha se mantido.

Em relação aos seminovos com até três anos de uso, os veículos ano/modelo 2021 tiveram o maior incremento nos preços em janeiro, com média de 1,12%. O número, porém, ficou abaixo da média de 1,42% ao mês de variação que os seminovos tiveram em 2021. No ano retrasado, a média mensal de inflação da categoria era de 0,38%.

Variação de preço de seminovos (até 3 anos de uso) em janeiro de 2022 
Ano modelo Dezembro (2021) Janeiro Média mensal (2021) 
Média 2,15% 0,76% 1,42% 
2021 2,70% 1,12% 1,09% 
2020 2,97% 0,51% 1,06% 
2019 1,80% 0,77% 1,54% 
2018 1,50% 0,52% 1,85% 

No caso dos carros usados entre 4 e 10 anos de uso, a variação de 0,56% ficou bem abaixo da média de 2,04% observada mensalmente ao longo do ano passado.

Esta média, aliás, representa um crescimento expressivo em relação aos 0,16% de média mensal de acréscimo registrada em 2020. Dentre os carros desta categoria, os veículos de 2012 tiveram o maior aumento de preço em janeiro, com variação de 1,53%.  

Variação de preço de carros usados (entre 4 e 10 anos de uso) em janeiro de 2022 
Ano modelo Dezembro (2021) Janeiro Média mensal (2021) 
Média 1,45% 0,56% 2,04% 
2017 2,00% 0,26% 2,02% 
2016 1,52% 0,43% 1,99% 
2015 0,96% -0,11% 2,04% 
2014 0,91% 0,83% 2,09% 
2013 1,44% 0,97% 2,10% 
2012 2,10% 1,53% 2,01% 
2011 1,35% 1,35% 1,89% 

Como funciona o estudo?

Segundo a KBB Brasil, 26.376 versões disponíveis no mercado foram analisadas no levantamento..  

A empresa utiliza tecnologias de análise de dados e big data para produzir os levantamentos de precificação de veículos novos e usados. O processamento é realizado por um algoritmo alimentado semanalmente por uma base com mais de 800 mil informações de preços de diferentes fontes do mercado.

Voltar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.