3 julho, 2022

ICMS do carro fica mais alto em SP

A partir de hoje passa a vigorar em todo o estado de São Paulo um segundo aumento de ICMS (Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços) que deverá deixar os carros novos ainda mais caros.

Os veículos faturados a partir de hoje, 1º de abril, terão alíquota de ICMS mais cara, dos 13,3% cobrados hoje para 14,5%. Em janeiro, a tarifa era de 12%. O decreto lei 17.293/2020 do governador João Doria estabeleceu um aumento de impostos em outubro de 2020 que passou a vigorar em duas fases a partir deste ano e agora chega à segunda fase com a intenção de aumentar a arrecadação prejudicada pela crise.

Exemplos

Na prática alguns modelos já estão “mais em conta” fora de São Paulo. É o caso do HB20X 2021 recentemente avaliado pelo R7-Autos Carros. Precificado a R$ 77.697,00 chega a R$ 83.000 com ICMS majorado. Outro exemplo é a versão de entrada do Jeep Renegade vendida por R$ 84.590 em diversos estados mas sobe para R$ 86.039 quando faturado em São Paulo.

HB20X é o melhor aventureiro em 2021? Melhor que Argo Trekking 1.8 e Renault Stepway 1.6? Avaliação. Veja o vídeo!

Além do aumento em São Paulo, o carro zero está cada vez mais caro. Com a crise da pandemia o preço dos insumos subiu, o dólar ficou valorizado e a falta de componentes – especialmente os elétricos usados nos automóveis – fez os preços subirem até 17% em 2020. Para se ter uma ideia a inflação oficial no ano passado foi de 4,52% segundo o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Imposto chega a 44% do preço

Na prática, um veículo na base de R$ 100 mil como Volkswagen Nivus Comfortline ou Hyundai Creta Pulse Plus , recolhe R$ 14.500,00 só de ICMS. Até março o valor era de R$ 13.300,00 e antes da onda de aumentos era de R$ 12.000,00. Segundo um estudo recente divulgado pela Anfavea, Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos, cerca de 44% do preço do automóvel é composto só por tributos. Neste caso, usando como base o preço de R$ 100 mil dos dois modelos citados, R$ 44 mil corresponde aos impostos em cascata que incidem desde o aço extraído, o transporte cujo combustível chega a ter 70% de impostos e custos elevados de todo o tipo.

 Veículo: R7 
Editoria: AUTOS CARROS 
Tipo notícia: Matéria
Data: 01/04/2021 

Voltar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.