19 abril, 2024

Após dois anos em alta, mercado de carros usados tem queda

Com a falta de peças e os frequentes aumentos nos preços dos carros 0km, o mercado de veículos usados cresceu. Só que ao mesmo tempo, estes automóveis começaram a valorizar e a demanda reduzir. Entretanto, a média de preços dos carros no mercado de carros usados tem queda acumulada de 7,5% nos últimos três meses.

A média de preços cobrados no mercado de carros usados tem queda de 7,5% nos últimos três meses

Os dados são da Tabela FIPE e do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Neste caso, houve uma redução de 7,5% na média dos valores dos carros usados levando consideração os últimos meses de abril, maio e junho. Este fenômeno acontece após a média de preços dos mesmos carros crescer mais de 28% durante a pandemia.

Esta redução indica que o mercado está passando pela fase inicial de tendência de queda. Nos últimos anos, as vendas de carros usados aumentaram de forma considerável. Durante o ano de 2021, por exemplo, foram vendidos 11.235.343 carros usados. Mas com a alta demanda, os preços também subiram.

Já não existe mais também a história que o carro novo perde valor. Conforme você viu aqui no Garagem360, um carro comprado novo em 2021 já está com um valor maior neste ano.

Mas o que pode estar causando esta queda na média dos preços ? O momento atual da procura por carros usados pode ser um dos motivos. Números da Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores (Fenauto) mostram que a venda no mercado de carros usados tem queda de 2,2%.

Isso considerando o mês de junho. Agora, contando o último semestre, a redução acumulada na venda de carros usados foi de 18%. Esta redução também já é vista em feiras que vendem veículos usados.

Dados mostram que anteriormente, as vendas no Feirão AutoShow representavam mais de  50% dos veículos oferecidos. Agora, a venda de carros está em algo próximo de 1/3 dos veículos ofertados nos eventos. Durante o primeiro semestre, os carros fabricados até o ano de 2009 foram os mais comercializadas (1.90 milhão de unidades).

“Já foi mais fácil vender o carro e o setor automotivo vinha falando em subida de preços mas esse fenômeno já parou e agora o preço está caindo”, contou Leandro Ferrari, diretor Comercial do AutoShow

Mas será que os preços devem cair?

Como vimos acima, os preços cobrados por carros usados no mercado estão em fase de tendência de queda. Enquanto isso, de março e abril, os preços passaram por uma queda de 0,47%, segundo o IPCA. Mas não há uma certeza quando o assunto é o futuro dos preços dos carros usados. Há quem pense que uma queda não irá acontecer.

Bom, pelo menos não neste momento. Enquanto isso, há quem acredite que os preços dos veículos mais velhos devem passar por uma fase de estabilização. Enquanto isso, com relação aos veículos novos, os preços não devem ser reduzidos por conta de alguns fatores importantes, como a falta de componentes.

Esta crise já afetou diversas marcas em todo o mundo. Lembrando que houve uma redução, por parte da Fenabrave, nas projeções de emplacamentos de veículos (automóveis de passeio + comerciais leves).

Antes, a entidade acreditava que haveria 2.060.372 unidades comercializadas durante o ano. Agora, a mesma prevê que o ano irá fechar com 1.974.418 unidades vendidas. Bom, só resta agora esperar para ver o que acontecerá nos próximos meses.

Com informações de R7/AutoShow

Voltar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *