25 julho, 2021

Seguro de veículos e de imóveis ficarão mais baratos após novas regras

A partir de março, as seguradoras terão autonomia total para oferecer combos aos seus clientes. Estes combos nada mais são que pacotes de serviços com a combinação de tipos diferentes de coberturas de seguro na mesma apólice. Até então, insto não era permitido já que todos os produtos necessitam de aprovação da Susep (Superintendência de Seguros Privados).

O governo liberou o mercado de seguros de danos, voltados a proteger o patrimônio das pessoas e das empresas, como os de vida, residencial e de automóveis.

De acordo com o técnico da Susep, Rafael Scherre, a grande quantidade de regras praticadas atualmente deixa o processo caro e burocrático dificultando o acesso da população aos seguros.

“O objetivo da desregulamentação do setor é diversificar os produtos oferecidos, reduzir preços ao consumidor final e ampliar a cobertura do seguro no país. Os produtos poderão ser estruturados de forma flexível, sem análise prévia ou aprovação das condições contratuais”, disse.

A nova regra já passou por consulta pública e a divulgação pelo órgão regulador será divulgado amanhã, 17. A Susep projeta que os combos de serviços já devem começar a aparecer no segundo trimestre.

Agora com a mudança, é possível, por exemplo, fazer um seguro residencial para proteger a casa só quando o morador estiver fora, seja a trabalho ou em viagens, um sistema de liga-desliga.

Esse modelo de contratação intermitente já é aplicada para veículos e permite ao motorista acionar o seguro só quando sai da garagem.

O seguro residencial pode oferecer assistências e serviços de manutenção de geladeira, máquina de lavar, chaveiro e encanamento, fora as tradicionais proteções contra furto e incêndio.

O contratante ainda pode adicionar coberturas ligadas a risco no transporte, na ida e volta para o trabalho, por exemplo.

Fiscalização sobre o seguro

A Susep segue sendo o xerife do setor, podendo aplicar sanções e multas às seguradoras que descumprirem normas de conduta que acompanham as novas determinações.

Reclamações 

Os consumidores podem fazer uma reclamação através do site Consumidor.gov.br, plataforma oficial do governo federal para composição de conflitos ligadas ao consumo. O canal pode ser acessado através do site da Susep.

Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *