23 abril, 2024

A inteligência artificial que conversa conosco

O Chat GPT (Generative Pre-training Transformer) é uma ferramenta de inteligência artificial, desenvolvida pela OpenAI, que fornece respostas precisas e rápidas a perguntas feitas por escrito ou oralmente.

 A inteligência artificial (IA) é um campo em constante evolução que promete revolucionar a forma como nos relacionamos com a tecnologia e uns com os outros. A IA já está presente em muitas áreas da nossa vida, desde assistentes virtuais até sistemas de condução autónoma, mas ainda há muito a ser explorado. Vamos embarcar numa jornada para desvendar os mais recentes segredos da IA e descobrir o que o futuro reserva para este fascinante campo da tecnologia.

O Chat GPT (Generative Pre-training Transformer) é uma ferramenta de inteligência artificial, desenvolvida pela OpenAI, que fornece respostas precisas e rápidas a perguntas feitas por escrito ou oralmente. É útil para obter informações sem precisar de andar a “escavar” na internet e pode ser útil para pessoas que têm dificuldade em encontrar informações específicas.

Esta inovação no campo da IA é tão precisa e rigorosa que pode, até mesmo, ser uma alternativa a serviços que hoje em dia consideramos insubstituíveis, como o Google Search. Há menos de 15 dias, Nico Grant e Cade Metz defenderam, num artigo publicado no The New York Times, que a Google tem no Chat GPT uma séria ameaça, pois pode mudar os hábitos dos consumidores e fazê-los optar por esclarecer as suas dúvidas através deste serviço de inteligência artificial ao invés de recorrer ao Google. 

Além disso, o Chat GPT pode também ser utilizado para treinar chatbots a terem conversas mais naturais e humanizadas com os seus utilizadores. Desta forma, a ferramenta pode ter um impacto significativo nas áreas jurídica ou financeira, uma vez que os chatbots treinados com o Chat GPT, podem ser utilizados para ajudar a fornecer informações e orientação especializada aos clientes. Também não será irrelevante o impacto que esta ferramenta poderá vir a ter noutras áreas além destas, como no atendimento ao cliente, no marketing ou na educação. No entanto, é importante notar que o Chat GPT ainda é uma ferramenta emergente e que o seu impacto real em áreas de conhecimento tradicionais como estas,  ainda é incerto. É possível que o Chat GPT possa ser usado em conjunto com outras ferramentas de inteligência artificial para ajudar a automatizar tarefas e processos, mas também é possível que o seu uso seja limitado em algumas áreas devido a questões éticas ou legais. Além disso, o Chat GPT pode ter um impacto positivo ou negativo em vários setores, dependendo da forma como a tecnologia for desenvolvida e utilizada no futuro.

Recentemente, o fundador da Aptoide, Paulo Trezentos, defendeu, num artigo publicado no Sapo Tek, que 2023 pode ser o ano em que o Chat GPT passa no teste de Turing. Afirmando mesmo que pode ser o momento em que deixamos de distinguir se um simples contrato de arrendamento ou um artigo sobre tendências em determinada área foi escrito por um humano ou com recurso a esta ferramenta. O teste de Turing, proposto pelo matemático Alan Turing, em 1950, tem como objetivo determinar se uma máquina é capaz de exibir comportamentos inteligentes que são indistinguíveis por um ser humano.

O Chat GPT está a ter ainda o condão de trazer à superfície outras tecnologias análogas que não tinham emergido até agora para o horizonte visível do grande público.

Em resumo (expressão que o Chat GPT tanto gosta de utilizar), esta ferramenta é um verdadeiro game changer.

Voltar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *