19 abril, 2024

Venda diária de veículos em abril supera números de março

No total, por conta de ter tido cinco dias úteis a menos, mercado automotivo brasileiro fechou abril no vermelho

No primeiro quadrimestre do ano, o mês com mais dias úteis foi março, com 23. Com dois feriados, sendo um prolongado, abril teve apenas 18. Por conta disso, em todas as categorias, o mercado automotivo brasileiro fechou em queda na relação abril-março, segundo dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores.

Entretanto, o emplacamento diário de abril foi bom, com média de 16,5 mil unidades comercializadas por dia. Maior que março, que apresentou uma média diária de 15,8 mil veículos emplacados. 

O mercado emplacou, no geral, 296.862 veículos em abril, 18,67% a menos que em março (365.002), mas uma alta de 9,73% em relação ao mesmo mesmo período de 2022 (270.533). No acumulado do primeiro quadrimestre, há um crescimento de 17,94% (1.175.674 contra 996.805).

Entre os veículos leves, foram 151.721 emplacamentos no último mês, queda de 18,68% para março (186.574) e alta de 11,22% em relação ao mesmo período do ano passado (136.416). No acumulado, foram 588.509 unidades emplacadas, alta de 15,17% na comparação com o primeiro quadrimestre de 2022 (511.002).

As motocicletas seguiram a mesma tendência, com queda de 17,15% na relação abril-março (120.908 contra 145.943) e alta de 12,24% perante o mesmo mês de 2022 (107.727). O acumulado do primeiro quadrimestre das motos também está no azul, com alta de 24,98% (477.967 contra 382.448).

Já caminhões e ônibus fugiram do padrão, com quedas de 27,28% entre abril e março (8.963 e 12.325) e de 17,06% para o mesmo período do ano passado (10.806). Ao menos no acumulado ainda há positividade, com alta de 4,79% (43.785 contra 41.782).

Voltar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *